AMIGOS QUE ME SEGUEM

EU O MUNDO, O MUNDO E EU

15 de julho de 2009

O IPÊ BRANCO QUE PLANTEI, FLORIU

Na esperança de um sonho,
de te reencontrar,
perturbadoramente,
lutei um sono arrastado
pela madrugada...

Quando quase vencido,
o teu rosto me veio
brilhando nas minhas retinas;
maneiro, repentino.
E ainda tão lindo.

Despertei,
para resgatar a lembrança
perdida de você,
meu bem querer,
paixão despida.

Fonte onde eu bebi
sofregamente
o que me oferecias
da tua pequena boca,
feita para o beijo, macio,
e com gosto de poesia.
Depois sozinho no meu canto,
o sorriso, a alegria,
a sensação de embocado
um fino cristal de taça
que abraça o vinho.

Tinto;
que aquecia o meu corpo,
para atrair o teu; pequeno,
tenro, doce, alvo e fresco
de mulherzinha... atriz,
e vulgar na cama.
Como sempre te quis,
e a desejava.
Ah! Que deliciosas ânsias,
e como te amava
nos banquetes de delícias
que me oferecias!

Mas houve o dia,
quando o meu olhar
levou comigo
o teu olhar,
e o meu corpo
partiu impregnado do teu cheiro,
do perfume de cio
sentido pela última vez
sob os lençóis de percal estampado.
No portão, implorando,
as mãos deslizaram lentamente
até o toque final dos dedos.
Perdurável?!
Ficou o aceno e o sonho.

Parece que foi ontem
que plantei o ipê branco
em frente a sua janela.
Pelo tempo dos meus cabelos grisalhos,
deve ter crescido,
frondoso, e florindo,
se vestindo de alvura, paz,
a que precisei ao te deixar.

Lembras?!
De manhã reclamavas do sol.
Ele já deve sombrear o seu quarto.
Agora...
Nem eu nem o sol,
tocamos mais a tua pele quando acordas.

Adeus...
Dormirei com o poema que um dia foi,
na vida, e no sonho que eu li.
Sim, li.

7 comentários:

José Carlos Brandão disse...

O ipê floriu,
os cabelos embranqueceram.
A flor branca da saudade se renova.

Gostei de ler seu poema, com a sua branca melancolia.

Um abraço.

Úrsula Avner disse...

Caro poeta, num verejar sensível seu eu-lírico bradou nesta poesia encantadora. Meu carinho.

T@CITO/XANADU disse...

Dormirei com o poema que um dia foi...

Como dói a saudosa
presença de algo
que agora
é agonizante desejo
de se retornar
ao passado a fora.
Tácito

Sonia Schmorantz disse...

Que belo poema!
um abraço e ótimo final de semana

Helen De Rose disse...

Olá meu querido poeta, estou aqui te visitando. Bjos

O mar me encanta completamente... disse...

Oi querido!!!
O ipê floriu, enquanto balança as cortinas da saudade...
Num sonho que leu,solta as redeas, sente a vida...
Palavras esculpidas que trazem
profunda reflexão em cada suspiro de verso.
Como só poderia ser, me encantei...
Tomei a liberdade de linkar teu blog ao meu, assim acompanho de mais perto ainda.

Beijinho

Glória Salles

José Silveira disse...

Grato por voar comigo.
1bjo e afeto.
Silveira

P R Ê M I O D A R D O S

P R Ê M I O     D A R D O S
Agradeço esta distinção significativamente importante. Pelo prêmio em si, incentivador, assim como; pelo grande prazer de eu ter sido indicado a recebê-lo por iniciativa da poetisa Helen De Rose, que vê no meu trabalho, a possibilidade das minhas modestas contribuições crescerem em prol da escrita, pelos contos, prosas e poesias.

EDIÇÕES, PREMIAÇÕES

'ANTOLOGIA' - "TRAGO-TE UM SONHO NAS MÃOS"

Poesia infantil: Plum, Ploc, Trec, Blem... Viva!

Poesia infantil: Fadas meninas

Poesia infantil: O nariz do pirilampo

Temas Originais Editora - Coimbra, Portugal, 2010



ANTOLOGIA DOS 7 PECADOS

Sobre a 'GULA' : Beijo, Goiabada e queijo

ESAG - Edição BlogToh - Barcelos - Portugal, 2010




ANTOLOGIA DE POETAS BRASILEIROS CONTEMPORÂNEOS - 49° Volume

Poesia: Faço poesia porque eu não posso dizer que te amo

http://www.camarabrasileira.com.pc49.htm/ - Rio de Janeiro - RJ



ANTOLOGIA DE POETAS BRASILEIROS CONTEMPORÂNEOS – 46° Volume

Poesia: “Tango a La Rubra Rose” - 2008

www.camarabrasileira.com/pc46.htm - Rio de Janeiro - RJ



ANTOLOGIA DE POEMAS DEDICADOS Edição - 2008

Poesia: “Escrita vazia” - 2008
www.camarabrasileira.com/poemasdedicados2008.htm - Rio de Janeiro - RJ



ANTOLOGIA DE CONTOS FANTÁSTICOS -14° Volume Conto: “O mar está pra peixe, feliz Ano Novo” - 2008

www.camarabrasileira.com/contosfantasticos14.htm - Rio de Janeiro - RJ



ANTOLOGIA POÉTICA, POESIA DA METRÓPOLE

Poesia: "Comparação" - 1991


Litteris Editora - Rio de Janeiro - RJ



DECLARAÇÃO DE AMOR

'Prefácio' , 2010

Câmara Brasileira e Jovens Editores - Rio de Janeiro - RJ



EPISÓDIOS GEOMÉTRICOS (O Livro das Crônicas)

'Posfácio' , 2011

Temas Originais Editora - Coimbra - Portugal



I ENCONTRO DE ESCRITORES - ANDEF
'Palestrante', 2010
Associação Niteroiense dos Deficientes Físicos

ENTREVISTAS - MENÇÃO QUALIDADE PROSA FEVEREIRO 2009

Site de Poesia

Luso-Poemas - Poemas de amor, cartas e pensamentos

Site de Poesia

Buffering...